Problemas de coração em cães

Muitas vezes invisíveis na fase inicial, problemas cardíacos em cães têm mais chances de cura e controle se diagnosticados precocemente e de forma mais assertiva.

Fadiga, dificuldade respiratória, desmaio, tosse e indisposição são alguns dos sinais de seu cão que indicam problemas de saúde. Esses sinais podem estar relacionados à presença de dois problemas invisíveis aos olhos humanos e que trazem grandes males ao seu melhor amigo: a cardiomegalia ou a presença de massas de base no coração.

A cardiomegalia é uma doença em que o coração cresce mais que o normal, podendo resultar em insuficiência cardíaca. Ela pode estar associada a diferentes problemas de saúde, como má circulação sanguínea, cardiomiopatias, ou mal funcionamento das válvulas do coração e tem, mais frequentemente, duas causas diferentes: dilatação ou hipertrofia ventricular.

As massas de base do coração, são tumores que se instalam na base do coração, sendo o mais comum o quimiodectoma. Tumores cardíacos são mais raros na rotina veterinária.

Presença de massa que ocupa musculatura de átrio e ventrículo direito do coração.

Diagnóstico

Todas as doenças que afetam o coração são potencialmente graves, podendo levar à morte do animal, mas quando descobertas em sua fase inicial apresentam mais chances de controle ou até mesmo de cura.

Para a Dra. Lívia Oliveira Ribeiro, veterinária responsável pelos exames cardiológicos na Visiovet, o método mais eficiente de diagnóstico dessas doenças é o ecodopplercardiograma, exame de imagem que fornece informações sobre anatomia, morfologia e funcionamento do coração. Ele é indolor, não invasivo e permite avaliar o fluxo sanguíneo de veias, artérias e pericárdio.

“O diagnóstico correto é imprescindível para a definição do tratamento mais adequado, proporcionando, consequentemente, uma vida mais longa e com qualidade para os animais.”
Dra. Lívia Oliveira Ribeiro , Visiovet Diagnóstico Veterinário

“O ecodopplercardiograma é essencial para o diagnóstico assertivo dessas doenças. No caso das massas de base, ele pode ser complementado com uma tomografia computadorizada para mensurar o tamanho da massa e avaliar quais estruturas adjacentes estão comprometidas. Em cardiopatias, como a cardiomegalia, são ainda realizados exames complementares, como a radiografia torácica e o eletrocardiograma, que oferecem ainda mais informações para o veterinário”, explica.

Converse com o seu veterinário sobre essas doenças e faça sempre o controle de saúde de seu animal de estimação. Assim você evitará surpresas desagradáveis envolvendo o bem estar de seu amigo.