Meu pet engoliu um objeto, e agora?

O caso é mais comum do que se imagina e, sem as providências necessárias, torna-se um risco para a saúde do animal

Presilha de Cabelo

Agulha

Vamos combinar, é praticamente impossível acompanhar todas as peripécias do seu pet no dia a dia. E não é por escolha, não. Os animais de estimação, principalmente os filhotes, têm muita energia. E são mais espertos do que a gente imagina. Vira e mexe aparecem casos de cães e gatos que, no afã da brincadeira, acabam engolindo objetos inapropriados. Tem de tudo: peças de brinquedos, sapatos, fios elétricos, plantas, meias, moedas, joias, canetas, colheres e pedras.

O problema é tão comum que rendeu até um programa de TV. No Meu Cachorro Comeu o Que?, do canal Nat Geo, especialistas exibiram os casos mais bizarros que já apareceram nos consultórios. E adivinha? Já teve buldogue que colocou para dentro as 27 chupetas dos gêmeos da família.

E então, o que fazer quando isso acontecer?

Antes de mais nada, é preciso tentar identificar o que o animal ingeriu para, na sequência, levá-lo ao veterinário. Em alguns casos, o próprio organismo se encarrega de expulsar o corpo estranho, pelas fezes ou pelo vômito. Em outros, é preciso cuidado. Exames de imagens como o Raio X, Ultrasonografia e Endoscopia são, a critério do veterinário, necessários para verificar qual o tamanho e a exata localização do objeto. Quanto antes ocorrer o diagnostico, mais rápida será a retirada, através da Endoscopia ou até mesmo por uma intervenção cirúrgica, naqueles casos em que a peça seja grande ou cortante ou se aloje no intestino, o que pode causar lesões muito graves.

Ok, já sabemos quais providências tomar se o animal for pego no flagra. E se na hora H não tiver ninguém por perto? Nesse caso, é o comportamento do pet que deve ser analisado. Confira as dicas da veterinária da Visiovet Luana Rocha:

  • Geralmente quando o pet está amuado é sinal de que alguma coisa anda errada. Fique por perto, acompanhe o animal para verificar se a apatia é apenas momentânea ou, de fato, um alerta para algo grave.

  • A perda repentina de apetite é outro sintoma, assim como o vômito, que geralmente acontece depois da ingestão de alimentos. Muitas vezes o pet também apresenta salivação excessiva, emagrecimento e desidratação.

  • A maior frequencia e alteração da consistência das fezes também pode indicar a ingestão de corpos estranhos.

  • Os bichos costumam adotar posturas que expressam exatamente a dor que sentem. Nesse caso, é mais provável que o desconforto seja abdominal. Acaricie a barriga do pet para ver as reações.

  • Por fim, se o animal apresentar um ou mais desses sinais, não espere, corra para o veterinário.