Em palestra realizada no Visiovet – Diagnóstico Veterinário, dia 11 de agosto, a médica-veterinária e anestesista dra. Flávia Guimarães discutiu procedimentos, necessidades e cuidados da anestesia.

A tomografia computadorizada é um exame que exige que o animal esteja totalmente imóvel durante sua realização, uma vez que a imagem deve ter o máximo de qualidade para oferecer ao médico-veterinário informações importantes para o diagnóstico. Por isso, em 99,8% dos casos, cães e gatos precisam ser anestesiados.

Embora muitos tutores fiquem inseguros em relação à anestesia, o procedimento é bastante seguro, desde que os cuidados necessários sejam tomados. Antes de o exame de imagem ser realizado, o Visiovet – Diagnóstico Veterinário solicita à pessoa que faz o agendamento informações sobre o animal (peso, raça, se faz uso de alguma medicação e características clínicas), hemograma, exame de função renal e hepática e eletrocardiograma. Esses dados são imprescindíveis para que o anestesista saiba as reais condições do paciente.

“O pedido também deve informar uma ou mais regiões para a realização da tomografia. Pedir a coluna completa, por exemplo, é inviável. Quanto mais específica a suspeita, mais fácil para a médica-veterinária preparar o laudo assertivo”.

Dra. Flávia Guimarães, anestesista do Visiovet – Diagnóstico Veterinário

Tranquilização, sedação ou anestesia?

Os três procedimentos são muito diferentes. A tranquilização apenas reduz a ansiedade, mas o cão ou gato se mantém consciente. O animal sedado aparenta estar inconsciente, porém ainda é responsivo à manipulação dolorosa. A anestesia, por sua vez, permite que o procedimento seja realizado sem nenhum movimento do paciente. Em alguns casos é possível induzir apneia e ventilar frequentemente, eliminando até o movimento decorrente da atividade respiratória.

Processo

Antes da aplicação da anestesia, o tutor precisa assinar um termo de responsabilidade, que fala sobre os riscos do procedimento – um outro termo também deve ser assinado por aqueles que optam por não realizar todos os exames pré-anestésicos. O cão ou gato deve estar de jejum alimentício de 12 horas e hídrico de 6 horas.

O animal é anestesiado, intubado,  e então acompanhado pelo anestesista durante todo o período. “Utilizo um multiparamétrico, que me permite acompanhar os principais parâmetros de fora da sala do exame. Mesmo com a atividade normal, interrompo periodicamente para avaliar e ter certeza de que o animal está bem”, acrescenta a dra. Flávia.

O acompanhamento do animal é feito também após o exame, para garantir que não haja nenhuma reação que possa colocar a vida dele em risco.

Dificuldades

Entre os desafios que o anestesista enfrenta, estão a temperatura na sala de exame (deve ser 17 ºC), oximetria, a mudança de posicionamento do animal (precisa reposicionar os equipamentos e isso interfere na respiração), o acompanhamento a distância, a frequência respiratória e o plano anestésico. Este último precisa ser o mais superficial possível, porém garantindo que o animal não se mexa de forma alguma.

Além disso, o profissional deve tomar os devidos cuidados com a preparação e a aplicação do contraste.

Recuperação anestésica

“Após o efeito da anestesia, temos que ficar super atentos: verificar se não teve vômito, edema ou algum sinal de reação ao contraste”, esclarece a anestesista. Outra preocupação é com o jejum. “Quando os animais acordam, eu administro um patê ou ração úmida antes de liberá-lo”, acrescenta.

O laudo é liberado em 48 horas úteis após a realização da tomografia computadorizada, mas os profissionais do Visiovet entram em contato com o médico-veterinário que solicitou o exame antes deste prazo, para informar sobre a necessidade de realização de algum procedimento de emergência.

“Duas reações são comuns quando um tutor descobre que o animal vai ser anestesiado. Ou ele questiona se não é apenas uma sedação ou se desespera. Para acalmá-lo é importante explicar como é possível que um animal doente passe por esse procedimento.”

Dra. Flávia Guimarães, anestesista do Visiovet – Diagnóstico Veterinário

Veja algumas fotos do encontro.

A equipe do Visiovet – Diagnóstico Veterinário está sempre à disposição para conversar com o médico-veterinário sobre procedimentos e exames. Entre em contato.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem